BLOG

Home Blog #Intercâmbio Quer fazer intercâmbio? Descubra por onde começar!

Quer fazer intercâmbio? Descubra por onde começar!

Saiba como começar a planejar o seu intercâmbio e os itens que não podem faltar no seu checklist, além do seu seguro viagem, é claro!

Participar de um programa de intercâmbio é o sonho de grande parte dos estudantes de todo o mundo. A experiência de passar um tempo fora de casa, em outro país, vivendo em uma cultura diferente, aprendendo um novo idioma, fazendo um curso vocacional, uma universidade, um programa de estudo e trabalho e tantas outras opções está cada dia mais próxima da realidade dos brasileiros.


Se você sonha em ser um intercambista e não sabe por onde começar, vamos te ajudar com dicas muito especiais!


1- Escolha a assessoria de uma agência especializada 


Existem muitas opções, agências físicas, virtuais, algumas oferecem ofertas mirabolantes com preços muito abaixo das outras e é aí que você tem que ficar ligado.

Para não cair em nenhum golpe de oportunistas que usam o sonho das pessoas para se dar bem, procure agências associadas a BELTA - Brazilian Educational & Language Travel Association e que possuam o selo de certificação anual. A Belta é uma Associação que foi fundada em 1992 e é responsável por controlar a qualidade dos serviços prestados pelas agências. Quando você escolhe para te assessorar uma empresa certificada pela Belta você se protege de cair em um golpe e perder seu tempo e dinheiro investido. Eles acompanham as tarifas que as agências estão cobrando, o câmbio utilizado para conversão para real, as promoções que as agências oferecem, tudo para que seu programa seja um sucesso!


2- Defina o objetivo do seu intercâmbio


Pare para refletir e defina qual o real objetivo do seu intercâmbio para que a agência consiga te direcionar para o programa correto. E não vale responder “meu objetivo é estudar fora”, vamos além. Você pretende fazer um intercâmbio para que?


- Estudar um novo idioma?

- Fazer um curso específico da sua área de formação?

- Cursar o ensino médio em outro país?

- Participar de um programa de voluntariado?

- Quer trabalhar em outro país?

- Quer viajar para fazer turismo e aproveitar uma parte do dia para fazer alguma atividade extracurricular?

- Quer imigrar?


Não existe resposta certa ou errada, existem programas para todos os tipos de objetivo. O importante é ser muito transparente com seu agente para que ele te apresente opções que realmente vão atender às suas expectativas.


3- Se planeje financeiramente


Da mesma forma que existem programas para todos os objetivos, também existem opções para todos os bolsos!

Se o seu orçamento for mais apertado, o ideal é se planejar com antecedência para que você consiga ir pagando aos poucos. Uma dica bem legal é criar uma planilha no computador ou em seu caderno, com todos os custos que você vai ter durante o programa e checar se eles já estão incluídos no pacote da agência ou não. Os principais custos são: acomodação, curso, passagem, visto, alimentação, transporte, dinheiro para despesas pessoais e dinheiro para despesas médicas ou com emergências. Como esse é um tópico bem importante, vamos falar um pouquinho de cada um:


- Acomodação - Normalmente as agências oferecem opções em residências estudantis ou casas de família, mas se você for um pouquinho mais exigente ou estiver viajando em casal ou em família pode ser que valha a pena buscar a acomodação por fora, em um hotel ou em um apartamento privativo. Para programas de longa duração, o ideal é viajar com a acomodação paga e reservada por um período, que normalmente varia entre 2 e 4 semanas e fechar a definitiva apenas no destino, onde você vai ter acesso a opções locais que podem ser mais próximas da sua escola e/ou trabalho ou que tenham um preço mais atrativo.


- Curso - Nos cursos de idioma e High School você vai ter que sair do Brasil com o curso 100% pago e em alguns casos vai precisar que o programa esteja pago para obter a documentação necessária para solicitação do visto, ou seja, bem antes de embarcar. Já nos cursos universitários ou vocacionais normalmente os alunos pagam por semestres e fazem a renovação a cada módulo.


- Passagem - O ideal é monitorar o preço das passagens e comprar com antecedência para conseguir um bom preço. Se você está com o orçamento apertado, evite a alta temporada, veja se você tem milhas no cartão de crédito ou em algum programa como Smiles ou Star Alliance para trocar pela passagem ou pelo menos por parte dela. 


- Visto - Se o destino que você escolheu exige um visto de turismo ou estudante para ingressar no país, coloque na ponta do lápis qual o valor da taxa consular, da taxa cobrada pelo despachante, e se tem algum custo adicional, como exames médicos ou de tradução juramentada de documentos.


- Transporte - Você vai precisar se locomover no seu destino, da escola para a acomodação, para passear, para fazer compras… Se tiver optado por uma cidade grande, normalmente a rede de transporte é boa e existem opções de tickets mensais para estudantes. Se a cidade for menor, ou dependendo da localização da sua acomodação em relação à escola, alugar uma bicicleta ou aproveitar para fazer caminhadas podem ser boas opções para economizar também.


- Dinheiro para despesas pessoais -  Tickets de entrada em atrações e pontos turísticos, compras, artigos de higiene pessoal, presentes… lembre-se que você não está em casa, então neste item entra todo o extra que você vai precisar consumir.


- Dinheiro para despesas médicas ou com emergências - Esse é um tópico MUITO importante!

Quando estamos planejando uma viagem, seja de curta ou longa duração, fazemos todo o planejamento em cima de coisas positivas e a grande maioria não pensa que imprevistos acontecem! Dentro da lista de imprevistos está desde o extravio da sua bagagem ao chegar no destino, um desarranjo gastrointestinal por causa da comida com tempero diferente, uma queda de bicicleta, um dente inflamado que resolveu doer bem na viagem, até enfermidades que podem acontecer a qualquer momento, como uma apendicite por exemplo. 

O custo na saúde no exterior é altíssimo!

Por isso, a forma mais segura e tranquila de viajar é fazendo um Seguro Viagem!

O seguro vai te trazer a tranquilidade de estar coberto em caso de imprevistos e não precisar desembolsar valores absurdos, são poucos os casos de não cobertura.


Para obter uma cotação com valores especiais para intercambistas você pode clicar aqui!


Recebeu um orçamento mais em conta? Entre em contato com a nossa equipe de especialistas!

ACOMPANHE NOSSO

INSTAGRAM

Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Instagram
Falar via Whatsapp